Tag Archives: Relato Erótico

Espera bem recompensada…

(Minha “versão” deste encontro está em “Entre foder e fazer amor”, neste mesmo site)

Buenas!
Há muito tento agendar com a Monique Prada, mas sempre esbarramos em algo que impede o encontro. Seja tempo, horário, valores… esse ponto então… ixi… já rendeu muito. Mas surpresas no dia a dia me faziam persistir com o desejo por ela. Sonhos? Sim… Tive vários… Ainda mais depois de conhecê-la na festa… e de almoçarmos juntos…

Tudo acertado, a caminho ainda mando torpedo dizendo que estava chegando. Cheguei… novo torpedo indicando o quarto… Nada! Resolvo ligar… Menos ainda! Entrei via celular no MSN… Danni Capri on… Pedi seu auxílio, que prontamente ligou… nada… ‘mas espera um pouco… ela deve estar chegando!’


Passada meia hora e nada de contato, resolvo procurar outra companhia… Foram 16 opções, GPS freelancer, agências, amigas, casadas…Todas ocupadas, ou com fones desligados ou simplesmente não atendiam. Bom… tempo eu tinha… azar… Vou aguardar alguma retornar. Quando consegui uma companhia… me disse que em meia hora estaria ali.

Resolvo tentar algo mais breve. Foi desligar o fone… me liga Monique.

Com aquela voz aveludada ao fone… o desejo de tê-la afinal me rendo e concordo em aguardá-la. Mais uma hora de espera…. Mas valeu a pena! Como valeu! Vê-la entrar no quarto… Cabelos negros com alguns fios dourados, um minúsculo vestido preto, aquela boca, aqueles olhos, o caminhar, a respiração… Ela faz menção de falar algo…


Finalmente estávamos juntos.. não seriam palavras que diminuiriam a ansiedade da minha espera. Ela deixa bolsa, champagne, chaves por cima da mesinha… e nos beijamos afinal!


Ela está linda… mais gostosa do que do último encontro (apenas almoço).
Silêncio… Mais beijos… Percebo que ela está tensa… Mas não queria saber naquele momento de problemas ou mesmo que ela os relembrasse. Simplesmente continuamos a nos beijar. Com a espera looooongaaa…. eu pude tomar alguns banhos frios… hehe, possibilitando que não perdurasse mais a nossa espera (ou pelo menos a minha).


Ainda em pé e ela vestida, percorro seu corpo com minhas mãos… Pele morena, suave, delicada, cheirosa… Beijava se rosto… sua boca… o colo de seus seios… As minhas mãos passeavam pelo corpo dela… adentravam o pequeno vestido por baixo… Pele quente… Sua respiração se altera… Sinto o coração bater mais forte… O meu já nem sentia… Sabia que estava na boca… a pulsação sentia no padreco… que a esse ponto estava latejando de vontades. Agarrava suas coxas… subi seu vestido… A pequeníssima calcinha aparece para dar sua contribuição… atrapalhar na real!!

Peço ajuda para tirar o vestido.. não queria machucá-la. Ela o tira. Finalmente o corpo dela se revela nú para mim… De tantos para quem ela o mostrou… agora ela era só minha… naquele quarto… naquele tempo… era só minha. Que corpo!!! Uma mulher!!!
Abraço ela enquanto suas mãos retiram a toalha úmida que me envolvia. Ela acaricia o padreco com curiosidade… rsrs (presunçoso)… Beijo sua boca insistentemente… Desço o pescoço… seios… grandes… suculentos… tentadores… provocam as minhas melhores fantasias… Os beijo e sugo com vontade… Com uma saudade de algo que ainda não havia provado… Percorro seu corpo todo… A viro de costas… Abraço-a forte por trás… roçando o padreco em sua bundinha… Viro-a novamente… Abaixo-me até sua bunda e a beijo… Lambo. Mordo… Novamente volto aos beijos quando ela resolve descer…. Aiaiai!!!


Ela toma o padreco em suas mãos e num golpe só coloca-o dentro de sua boca… Benza Deus…. Partes de meus sonhos estão se realizando! Que delícia de boca… Simplesmente deixo minhas sensações viajarem… assim como essas meras palavras… poucas coisas poderiam explicar as sensações. Muito bom! Boca quente… Molhada… Com fome… Com desejo…


Ajoelhada a minha frente… ela lambia… chupava… Delicada… Sensual… Aquela boca irradiava um calor incrível!! Delícia! Sentia-me poderoso… Viril… Homem… Macho… Em todo meu corpo fluía desejo demais por aquela mulher… e agora ela contribuía para que meus desejos se realizassem… Para que a pudesse possuir.
Fomos para a cama…Ela ainda de calcinha e salto… Um charme!!


Poucas palavras… Ela pega uma água… deixa o copo ao lado da cama…
Eu a tomo novamente em beijos… Nossa! Deliciosos… suaves… delicados até então… Minhas mãos continuavam a percorrer e conhecer melhor seu corpo. Eu absorvia seu perfume… querendo reconhecer a fragrância, mas não tive sorte… A meia luz a pele de Monique era ainda mais exuberante… Meus sentidos e apetite estavam por demais aguçados. O toque em sua pele… o perfume do seu corpo… Caramba… Mulher por demais!
Percorrendo seu corpo me vejo em ponta-cabeça com ela… Tiro seus sapatos… com cuidado por saber de sua paixão por essa peça do vestuário… Percorre suas pernas no sentido contrário e com ela ainda de lingerie, dou uma lambida em sua buceta completamente ardendo… Ela se estremece toda… seu corpo se retorce, parece que vai ficar tensa… mas se solta ao toque mais cheio de minha boca… Seu corpo parece se entregar por definitivo a mim…. Sinto-me ainda mais a vontade com ela agora… Ainda mais determinado em dar e receber prazeres a essa e com essa mulher.
Tiro sua calcinha… e coloco-me a lhe chupar… Nossa. Agarrando suas pernas e a chupá-la… Que pele macia… Tenra… Carnuda… Tesão de buceta… Saborosa… Cheirosa… Grandes lábios e um grelinho do tamanho certo… Simplesmente muito boa… Coloco-me invertido e ela volta a me chupar…

O oral dela é algo a parte… Profundo, na pressão certa, com carinho, desejo… Em algum momento… ela para um pouco… pega o copo d’água ao lado da cama… enche a boca e vem de encontro ao padreco… Caraca… Que sensação maravilhosa ao engolir o padreco junto com a água gelada dentro de sua boca… Meu corpo se estremece… essa sensação de carinho… tesão e esse geladinho… nossa… não lembro de ter sentido algo parecido…


Por várias vezes me pego apreciando o oral dela apenas olhando seus olhos… o movimento de sua boca, tocando em suas mãos e arrumando seus cabelos…Queria dar carinho com toques leves… Estava me sentindo muito bem tratado por ela… Queria retribuir mais e mais. A cada movimento em seus cabelos… parecia uma pintura nova… com uma moldura diferente… Realçando os detalhes do seu belo e exótico rosto.


Ainda invertido… Volto a sugar sua buceta… Que loukura… não quero mais largar… Peço pelo 69… Prontamente atendido… A visão se torna ainda mais estimulante as minhas melhores investidas…
Ficamos muito tempo assim…

 

Em algum momento ela salta da cama… pega algo na bolsa… achei que iria desligar o celular, mas volta com ele pra cama… não entendi e nem queria… Passo a mão numa camisinha… e quando vou vesti-la ela a rouba de mim… e com a boquinha… boquinha nada, um lindo BOCÃO!!!… que veste o padreco com o manto sagrado…
Em muitos dos meus sonhos a forma que sempre foi a primeira penetração era no PPMM e assim eu o fiz… A pedi que se postasse dessa maneira… e de forma suave penetrei nela… Muito molhada… quente… Parecia um guri (mais) bobo! Penetrando… olhava em seus olhos entreabertos procurando ver prazer no momento… Sentia tesão enorme naquele momento… Falei baixinho em seu ouvido… ‘como sonhei com esse momento… queria provar de você há muito tempo… e agora… feitooooo!!!’
Mara… Mara… Maravilhoso!!!
Realizava um desejo meu… mas estava se concretizando um sonho… Talvez medíocre e egoísta… mas cercado de muito tesão e carinho por aquela mulher!
Adoro quando a mulher me toca… passa as mãos… procura a melhor posição… e quer… acima de tudo procurar o seu prazer e não somente o meu… Isso pra mim é cativante… alucinante no momento do transa.
Se perder no corpo daquela mulher era algo muito fácil… Tantas possibilidades do que fazer.. do que provar. PPMM… de ladinho… Com as pernas dela pra cima… Cavalgando… Essa é ‘felomenal’… que cena maravilhosa aquela mulher cavalgando por cima de você… Sentir aquelas coxas ora tocando… ora não… Aquela buceta percorrendo teu pau… subindo… descendo… completamente molhada…
Ora eu apoiava sua bunda em minhas mãos… ajudando nem tanto no movimento, mas na intensidade e velocidade dele… Vendo o meu pau entrando e saindo… lentamente naquela buceta maravilhosa!!! Que delícia!!!
Peço pra ela ficar de costas… por cima de mim ela senta… meu Pai!!!
Que bunda maravilhosa… Sentando no padreco… fui adentrando naquela mulher… Aquela vista… Aquela bunda… Aquele rabinho me atentando…. Uii!!! Subia… descia… rebolava… esfregava aquela buceta no padreco….
Puxo ela pra cima do meu corpo… A faço deitar de costas por cima do meu peito… e ainda penetrando a consumo mais e mais… Adoro essa posição… Permite que eu veja a mulher por completa… enquanto a penetro e ainda posso tocá-la. A pressão do pau por dentro da sua buceta era algo… A posição ajuda ainda mais na posição e pressão da penetração… Ela estava completamente a minha disposição… Tocava seus seios, sua barriga, sua boca e a massageava com afinco seu grelo… Sua buceta deixava meu pau todo molhado… passava meus dedos por ele e os dava para lambê-los.
Ainda de costas… o reflexo do seu corpo sobre o meu… as minhas mãos percorrendo o seu corpo enquanto a desejava cada vez com mais vontade.
Estava num dia inspirado… Simplesmente não queria gozar… queria cada vez mais usar daquele corpo… consumir ela por inteira… não seixar nada que outro dia pudesse ser testemunho… queria todas as provas nesse dia… Não havia o que eu não desejasse realizar com essa dama… mulher… sedução… tentação… desejo… Sou apenas um mero aprendiz comprado com outros, mas queria eu dar prazer a ela… naquele momento.. novamente me enchi de desejos e a derrubeu de ladinho… Imaginava que ali seria uma bela oportunidade para tentar o anal, mas não tentei… Estava bom demais…
Currava muito ela… Deitada de conchinha agora… socava fundo e com desejo. Agarrava sua cintura… enquanto ela ria… sorria… por vezes parecia chorar… mas não demorei para perceber que era sua forma de prazer… Delícia que me entusiasmava ainda mais! Agarrava cintura.. seios… o corpo dela todo era meu!!!
Ela me deixa… Eu a olho…Até pensei que iria pegar a champagne que deixara no frigobar, mas não. Ela vai a bolsa… pega um tubinho e com um olhar pra lá de maroto vem engatinhando pela cama. Meu Pai!
Me faço de tolo… Não sei o que vai rolar… Ela dá uma chupada no padreco… se tava duro.. ficou ainda mais… Meuzzz Delzzz!!! Ela fica D4… e aplica um pouco de Gel no rabinho e ‘pede’ para que a acompanhe…

Já não estava mais me sentindo… não sabia ao certo diferença entre fetiches, paixão, sedução, sexo e realidades… Ela toma a comando literalmente em suas mãos, ela pega o padreco e o conduz para dentro de seu rabinho… Perfeito! Magnífico! Adentro em dois tempos… Talvez mais habituada… Talvez com mais entrega dela ao pobre Padre… o padreco adentrou com muita tranquilidade e logo os movimentos tomaram uma cadência muito boa… Que delícia! Não manifestei em momento algum o desejo do sexo anal… e a sua entrega me deixou mais encantado… Digamos que me senti a vontade para pensar que ela estava se entregando ainda mais… Curtindo o momento mesmo! Adorável mulher!
Ficamos algum tempo… o sexo anal com ela é muito intenso e cheio de sensações… Mas mesmo envaidecido… queria mais peripécias com essa mulher! Deixamos de lado o anal… Tiro a camisinha fora… e ela volta a me chupar…. Delícia!
Ela está ensopada… corpo suado e buceta completamente encharcada. Fazia algum tempo que não tinha uma mulher assim tanto em minhas mãos… Muito entrega… o envolvimento foi muito bom!
Eu lambia seu corpo e sugava sua buceta enquanto o oral continuava com maestria… Decido que iria gozar em sua boca… Querendo ter a ‘liberdade’ de ver o meu prazer tomando conta dela toda…. Penso em masturbar-me, mas ela não deixava… quando eu tomava o padreco em minha mão… ela o tomava com a boca… Sugava… Me deixava doido de tanto prazer!
Peço para que ela se coloque a beirada da cama…deitada de barriga pra cima… com a cabeça pra fora do colchão… A cabeça levemente inclinada, usei sua boca como buceta e a fodi muito… Eu me coloquei em pé fora da cama um pouco atrás dela… A minha vista era previlegiada… Eu me masturbava olhando aquele corpo que ela se tocava… Uma de suas mãos massageava seus seios enquanto a outra revezava entre a sua boca e sua buceta… Tocando seu corpo de forma muito erótica… A visão é maravilhosa e muito provocativa… Tiro o padreco de sua boca… e em pleno momento de prazer… meu gozo enche a sua boca… lambuza seu rosto, seios… Quanto prazer.. quanta porra!!
Ainda gotejando… limpo a cabeça do padreco em sua língua e lábios… Quente… a sensação que pegaria fogo!

Tomo minhas mãos e limpo seu rosto dos vestígios (e são muitos) de meu prazer… Massageio seu corpo com o leitinho… deixando boa parte dele branco e pegajoso. Sem exitar a beijo delicadamente!
Ela se deita de bruços e ficamos conversando por um bom tempo. Pessoa adorável! Inteligente.. sensível… Experiente e com muitas histórias… compartilhamos algumas. Só ajudou a aumentar a admiração.
Depois de algum tempo… abraçados… o padreco dá sinais de vida. Volto ao sexo oral nela… e muito se repete em toques e sensações… Ficamos outro tempão entre beijos e 69 onde por várias vezes a sensação dela ter gozado… Estava muito bom.
Não tive condições de penetrá-la… Ficamos de frescuras… Resolvemos então pedir o almoço… Praz certo para vir… Fui mais uma vez pra cima dela… coitada… deve ter imaginado que há muito não como… rsrs… mas estava muito boa a companhia… que mulher deliciosa!
Passo a mão e uma nova camisinha, visto o padreco e adentro novamente a mulher!
Como pode?! A cada penetração e penso em ser a primeira… Meio de ladinho… tiro e coloco várias vezes o padreco dentro de sua buceta… Não canso de lembrar da visão… da sensação… do calor… Por vezes ela pressionava sua vulva afim de dar maior pressão… E conseguia! E como conseguia!!
Ficamos algum tempo assim… Movimentos mais intensos, mais pegados… Mas apesar do tanto tesão que tinha pelo momento e que estava muito bom… o padreco desfalece.
Ficamos encaixados… empernados e abraçados, conversando novamente sobre diversas coisas…. até o almoço chegar.

Tadinha.. tava com fome… disso também!
Almoço e fomos ao banho… Já era hora de tomarmos rumo em nossas vidas. Fui primeiro enquanto ela tentava arrumar o cabelo. Me fiz um pouco de besta (um pouco mais apenas)… enrolando até ela vir junto… Veio! Obaaaa!!!!
Novos beijos… arretos embaixo do chuveiro. Dou banho nela, passando delicadamente o sabonete em seu corpo… Peço que ela se banhe para mim… Ela toma o sabonete de minhas mãos e muito provocante, aquele pedaço de sabonete desliza pelo corpo… me deixando muito loko!
A essas alturas me masturbo pra ela.. Batendo uma punheta pra ela… ela esfregava o corpo em mim… principalmente no padreco… que estava a milhão novamente. Esqueci de levar uma camisinha ao banho, mas ela descia e chupava o padreco com tanta vontade… Nossa.
Puxo-a pra cima, procurando a sua boca… Os beijos agora são com uma intimidade muito maior que no quarto… Delicioso beijo… Delicado… por vezes mais pegado…
Abraçadinha, bem juntinho ao meu corpo, com aqueles beijos deliciosos, continuava a me masturbar… Ficamos assim por algum tempo… como se o tempo nada fosse…
Quando ela percebe que estou prestes a gozar ela toma o padreco novamente em sua boca… Suga ele com muita vontade… e deixa o gozo todinho dentro de sua linda boca… Ahhhhhhhhhh!!!!!!! Meu berro toma conta do quarto… DELÍCIA de gozada!!!! Que companhia adorável!
Nos beijamos… terminamos nossos banhos e tomamos caminho a vida lá fora.
A champagne ficou… não a tomamos… mas acho que brindamos o nosso encontro com outros líquidos muito mais interessantes… Adorei!
Ela ainda me dá uma carona até onde deixei meu carro… Sair do motel com essa mulher foi algo muito bom pro meu Ego… pra dizer a verdade… a tarde toda que passamos foi muito bom pra minha alma… Espero de coração que ela tenha gostado. Espero repetir!

Avaliação
Destaque pela companhia super agradável e a extrema boa vontade da gata! Fantástica a disposição em conseguir traduzir o momento em prazer absoluto e o que me fascinou mais ainda foi a forma que ela buscou sentir prazer em nosso encontro. Tá certo… começou com tudo podendo dar errado, mas foi fantástico!
Nota… digamos que seja minha nota 10. 10,5 ?? Adorei

Relato por Padre dos Pampas
Postado originalmente em GpGuia.net , ForumSD

Mude seu mundo

Por: @GreekNovo

Nao é um TD. É uma descrição de uma experiência reveladora. Há menos de um ano não havia tido nenhuma relação com uma acompanhante/GP. Tinha curiosidade de como seria desde a minha puberdade, carregado de estereótipos e dúvidas. Mas chega a hora que devemos ter experiências distintas até mesmo para ter uma visão mais abrangente do mundo. Meu ofício está relacionado com a compreensão do indivíduo como consumidor e suas motivações. Logo, usei-a como (boa) desculpa para iniciar esses tipos de encontros e conhecer esse novo mundo.

Sem nenhuma referencia, fui para internet e caí em dois sites. Como escolher? Que critérios utilizar? Totalmente surreal para um neófito. Muitas opções, descrições ambíguas, fotos nem sempre reais. Encontrei a Monique. Fotos lindas, corpo ao meu estilo das minhas preferencias (lábios carnudos, seios fartos e muito mistério…) e locais próximos. Mas eu não estava preparado para ela…. Tinha que iniciar por algo mais simples, menos complexo e sofisticado para um novato no ramo.

Escolhi em um site alguém interessante, mas que não me ameaçasse na minha timidez. Foi uma experiência satisfatória, mas incompleta. Busquei uma segunda, detentora de um corpo perfeito e tinha tudo para ser espetacular. Empatia zero, relação mecânica. Insisti na busca, evitando quem eu deveria ter escolhido desde o principio. A terceira me convenceu que estava no caminho errado.

Amadureci a minha escolha, como se escolhesse o melhor dos vinhos para a melhor das ocasiões. Acompanhei sua trajetória no twitter e nos seus blogs. Uma cabeça interessantíssima, além dos atributos físicos que imaginava a partir das fotos. Era a hora!
Marcamos no Sherwood e eu estava realmente muito nervoso!

O som dos sofisticados sapatos altos na escadaria enquanto esperamos causa uma ansiedade próxima daquela de alguém que pulará de paraquedas de um avião em movimento. A primeira imagem não foi esquecida: linda, simpática e reservada (para não dizer tímida).

Conversamos, nos sentimos mais soltos e o temor e a timidez foram sendo gradativamente abandonados. O retirar das peças, revelando seu corpo, feito com calma e um prazer juvenil, era muito mais excitante que uma transa rápida e direta. Seus seios me enlouqueceram, tanto quanto seu toque. O tesão crescente era domado e modulado pela habilidade, experiência e o carinho que ela me proporcionava. Não me lembro quanto tempo toda experiência levou, mas foi plena. O problema é que se tornou viciante. Os encontros se repetiram algumas vezes e sempre me sentindo confortável, respeitado e disposto a repetir aqueles instantes de tensão, êxtase e tranquilidade.

Alguém já disse nesse blog ou twitter e reafirmo: Monique Prada não é para todos. É para quem busca algo além de simples sexo, rápido e totalmente descompromissado. Se alguém quer desfrutar de uma experiência ampla e estimulante e que não se encerra na despedida, recomendo essa extraordinária oportunidade. Como era dito em uma campanha de uma agência de viagens, “nunca se volta igual de uma viagem”, especialmente se for com Monique Prada.

…qualquer coisa além da beleza…

Com a palavra, o patrocinador: relato enviado por @colorado_1

“A Monique é uma sedutora. E ela faz isso de uma forma absolutamente natural, não forçada. Quando percebi, já estava completamente seduzido por ela. O sorriso discretamente malicioso, o toque sutil, a gentileza ao conversar, entre outras coisas, provocam esse clima de sedução.

O momento em que ela tira o vestido é inesquecível. Aqueles dois, três segundos são indescritíveis, por mais que eu tente. Respeito as opiniões contrárias, mas penso que nada é mais belo do que uma mulher nua deitada em uma cama. E quando essa mulher chama-se Monique Prada, a visão é ainda melhor.


Quando tu transas com uma mulher como a Monique, é lógico esperar que ela seja sexy e “quente”, a surpresa é descobrir como ela é gentil e carinhosa na cama, de jeito nenhum ela age de forma mecânica e fria. Ela te deixa completamente à vontade, transar com ela dá uma sensação de prazer completo, é algo bem mais amplo do que apenas o prazer sexual.

O sexo oral dela é espetacular e único. Ela engole o pau inteiro e o aperta com a garganta. É um momento extremamente prazeroso. A Monique é pós-doutora nessa área (e tem lábios maravilhosos, guardadas as devidas proporções, ao estilo Angelina Jolie).

Ela tem o perfil da mulher brasileira, pequena, mas voluptuosa, com seios grandes (siliconados, aviso antes a quem não gosta), bunda grande e coxas grossas. É uma mulher que desperta o desejo de qualquer homem.
Ela toca o teu corpo de maneira suave e sexy ao mesmo tempo, apenas com a ponta dos dedos. O cheiro da Monique é delicioso, sedutor. Melhor que isso apenas o gosto dela. Sim, ela tem um gosto doce. Só conhecendo-a para entender perfeitamente isso. O cheiro e o gosto dela permanecem várias horas após a transa. Só não sei se isso é uma coisa real ou é uma artimanha do cérebro para não esquecê-la. E fica a dica: ela adora ser massageada e receber sexo oral.
As fotos permitem ver tão belo é o corpo dela, mas só o contato pessoal permite conhecer o seu carisma, ela é uma daquelas pessoas que tem personalidade, não é uma dessas mulheres “tão iguais e tão sem graça”. É curioso, mas basta vê-la caminhando para perceber como ela é segura e diferente. A Monique está muito além do estereótipo das acompanhantes. É uma mulher de uma inteligência impar. Conversar com ela é sempre agradável. Ela é uma mulher forte, quem a segue no twitter sabe muito bem disso.

A Monique é uma mulher para homens que realmente apreciam uma mulher. Ela tem bunda, seios e coxas maravilhosas, mas é muito mais que somente isso. Entre os nossos poetas, Vinicius de Moraes foi quem mais amou as mulheres. Casou-se inúmeras vezes, teve outros inúmeros casos, escreveu várias letras e poemas dedicados a elas. Era um apaixonado pelas mulheres. Por isso, em “Samba da Benção”, ele afirmou: “uma mulher tem que ter qualquer coisa além da beleza”. A Monique é exatamente assim. Ela tem esse algo a mais. E é justamente isso que a diferencia e faz com que ela seja uma mulher especial e rara. A Monique Prada é o tipo de mulher que é a tradução real e viva do significado que os dicionários dão à palavra mulher.”

Sexo matinal…

Com a palavra, o patrocinador:

março/2013

“Estava com muita vontade de conhecer a Monique, acompanho ela em redes sociais e curto ler os textos e comentários que desenvolve com muita inteligência e principalmente pelas fotos do seu site que foi o fator decisivo para marcar com ela. Mandei uma mensagem pra ela sendo o mais objetivo possível marcando local e horário e ela me respondeu com mais objetividade ainda,simples e direta como tem que ser. Me perguntou se eu queria alguma coisa em especial e eu pedi que surpreendesse e foi o que ela fez.

Horário combinado ela chega, fui em direção a ela e comecei a beijar aquela boca carnuda e fui correspondido, me beijou com vontade, minhas mãos a essa altura já percorria o corpo dela e ela já acariciava o meu pau. Gosto dos detalhes dos movimentos das caras e bocas, ela foi desabotoando botão por botão de sua roupa lentamente, ela estava com uma lingerie maravilhosa uma combinação perfeita em um corpo delicioso.

Ela então se ajoelhou na minha frente e começou com um oral espetacular, chupava,lambia e beijava todo meu pau,não resisti e deitei ela na cama, queria retribuir o carinho então comecei a chupar e lamber todo o corpo dela, ela tem uma pele macia e cheirosa que só aumentou meu tesão. Fiquei um bom tempo chupando a Monique até ela praticamente pedir pra eu come-la, ela colocou a camisinha e veio por cima,lentamente foi se encaixando e começou a galopar e rebolar no meu pau, e eu acariciava seus lindos seios,um espetáculo à parte, deliciosos.

A Monique estava sentido prazer tanto quanto eu e é isso que torna um td prazeroso, não pago apenas pra sentir prazer, gosto de proporcionar prazer, faz bem para o ego satisfazer uma mulher. Pedi pra ela ficar de quatro e fui prontamente atendido, soquei com força na Monique e ela gemia de prazer, deitei ela novamente na cama e fizemos um ppmm onde pude beijar um pouco mais sua boca e sues seios até não aguentar mais e gozar.

Ficamos um tempo deitados, eu em estado de êxtase total,feliz e satisfeito e ela do meu lado sorrindo.
Recomendo a Monique, mulher linda,gostosa super profissional, não reclamou de nada, curtiu todo o momento.
Com certeza irei repetir.

Abraço,
Alexandre Wellness”

(Nota da Mô: esse homem é uma delícia!)

** Este relato, assim como qualquer relato positivo a meu respeito, teve sua postagem vetada no GpGuia (informação do forista, que recebeu mp do administrador vetando). Doravante, todos os relatos REAIS sobre meu atendimento serão postados aqui. Envie o seu: contato@moniqueprada.com

Plaisir solitaire …

Bon, d’accord, ce n’est pas une histoire purement ”fessée”, mais elle est authentique. Alors à titre d’exemple, je la partage avec vous pour rappeler que ce genre de truc peut nous arriver à tous, dans ces petits moments intimes privilégiés où on se croit tout seul…

Celle-ci est arrivée à Kate il y a quelques jours. Autant la laisser nous raconter tout ça:

“Comment dire ? Y’a des matins comme ça…

Seule puisque mon homme est parti au travail, je décide – va savoir pourquoi… – d’aller me balader sur des blogs “pour adultes”.

J’avoue: sans avoir spécialement d’envies libertines, j’espére bien trouver quelques histoires/images pour me donner du plaisir. Alors me voilà donc face à l’écran et à la fenêtre (sans vis à vis) en train de surfer. Je ne trouve d’abord rien qui m’attire l’œil, sauf, peut être une histoire ou deux…

Tiens, il y est question d’yeux baissés, de domination “soft”… Parfois même de quelques claques ! Étrange… Je cherche, je cherche.

Peu à peu, mon pantalon tombe sur mes chevilles. Caresses de plus en plus précises dans des recoins de plus en plus humides. Bref, tout va bien. Sans avoir trouvé l’histoire qui accompagnerait mes trente prochaines nuits, je suis lancée sur une pente ascendante vers l’orgasme.

“Ding dong !”

J’émerge d’un doux rêve sur un bruit de sonnette anodin mais à ce moment-là, cauchemardesque. C’est trop injuste ! Je me rajuste évidemment. On n’est pas dans un film.

Deux hommes, vieux, moches et en bleu de travail avec des casques (le détail qui tue):

- ”C’est pour l’inspection des caves et carrières. Z’avez dû recevoir un courrier !”

- ”Euh ? Si vous le dites…”

Qu’ils fassent vite ! Que je retourne sur le net…”

Por: @MissKate , em ‘Au Fil des Jours’

10 coisas que eu adoro na cama

1. ADORO quando, no motel,  o casal do apartamento ao lado se empolga rs… como sou quietinha, gemidinhos baixinhos, etc, curto muito ouvir e imaginar o que tá rolando por lá ; olhar? Quem sabe um dia…

2. ADORO quando meus amigos, já na chegada, me fazem gozar num oral bemmm feitinho, sem enfiar dedinhos ou babar demais. Isso me deixa caidinha e disponível a realizar (quase todos) os desejos deles…

3. E também ADORO torturá-los no oral.. começar devagar, depois mais e mais intenso, parar quando pensam que vão gozar; posso ficar hoooooras nesta tortura .. até que me implorem por penetração..

4. ADORO quando chego ao encontro e eles me dizem que pessoalmente sou muito melhor do que nas fotos; dá vontade de mostrar que sou melhor, sim, e em tudo…

5. ADORO que acariciem meus seios… nem forte, nem fraco demais… deliro quando acham o pontinho certo … sensibilidade extrema.

6. ADORO quando mordiscam meu bumbum… embaixo, na dobrinha onde termina a perna e começa o bumbum (ou vice-versa)… coisa boba, masADORO, assim como amo quando exploram meu corpo todo com a língua…

7. ADORO ver o “leite” derramando… isso mostra q a coisa está fervendo, mesmo; gozar, literalmente, nas minhas mãos, seios, etc; pena q depois disso meu parceiro demora um pouco pra se recuperar, pois essa imagem/idéia me excita muuuito.

8. ADORO me lambuzar com meus cremes, óleos, lubrificantes, besteiras… ADORO fazer coisinhas quase inusitadas tb, chocolate, leite condensado… oral com halls… ahh… adoro encher a boca de água gelada e… bom.. adoro brincar com gelo tb, mas em q motel encontro forminhas de gelo no frigobar? Se souberem, me contem.

9. Um tapinha não dói rs? Não ! Tapinhas no bumbum,ADORO; mas tem a questão da intensidade, sempre. Tudo é questão de saber dosar.

10. ADORO anal… mas bem feito. Não é simplesmente uma questão de tamanho, realmente. Já me machuquei com pequeninhos estúpidos, já gozei com grandalhões de quem tive medo no começo. É uma área sensível, não foi feita para o sexo, definitivamente. JAMAIS GARANTO QUE FAREI SEXO ANAL. Pra rolar, depende de tanta coisa … da química … do meu humor… da habilidade do meu parceiro… depende até do que comi no dia anterior rsrs… é sério. Não é coisa que se possa fazer todos os dias, meeesmo. Mas curto. Curto a falsa sensação de ser dominada, de submissão, que o ato traz implícito… e o orgasmo - o orgasmo anal, quando acontece, é bem mais intenso que o vaginal, fica a dica para as meninas que ainda não cederam a esse tipo de prazer.

Querem que eu conte mais? Só pessoalmente; agora, me contem vocês, por comentários no blog ou mail, do que gostam… Estou esperando, ansiosa !

Brincando de Sub ..

Texto: Monique Prada

“A” é um de meus ‘patrocinadores’ mais antigos.
Saímos juntos já há alguns anos, com alguma frequência, e sempre que acontece a química é intensa.
Nos conhecemos quase que ‘acidentalmente’, dos tempos em que eu apenas intermediava estes deliciosos encontros  -  um dia, amanheci mais taradinha que nunca, ele me convidou e eu cedi.
Desde aí, entre um relacionamento e outro, entre um personagem e outro, voltamos a nos encontrar, e confesso que, com raras exceções, cada encontro parece sempre melhor que o anterior. Um dia, vou dedicar algum tempo a falar de nossas pequenas loucuras.

No entanto, como sabemos bem, a rotina é veneno em qualquer tipo de relação. De tempos em tempos experimentamos coisas novas, algumas amigas e fantasias interessantes ..

Dessa vez, “A” me pede algo diferente. Mais forte, talvez… ou apenas diferente mesmo. “A” quer encarnar um pouquinho o “Dominador” … quer me ver submissa, tem dúvidas sobre o que sentiria me vendo tão disponível e entregue… curiosidade … junto com a mestra, Domme, combinamos o encontro..

O que posso dizer? A brincadeira me excita e atrai, a confiança em ambos me ajuda a relaxar e lá vamos nós. Para uma primeira vez, até que fomos bem.. o quentinho gostoso da cera quente escorrendo pelas coxas, a venda (e sem saber qual dos estava me tocando, me lambendo.. delícia …), algemas, e surpresas.. Ambos bastante cuidadosos, com receio de me machucar de verdade..

E a frustração pelo vibrador e a câmera fotográfica sem pilhas rsrs.. que amadorismo !!!

..about last night..

Texto: Monique Prada

.. pouquinho depois das 21h .. me liga Domme (para o telefone “secreto” – o ‘comercial’já desligado, àquela hora..) – bom… “Preciso que me encontres em meia hora no Botafogo,
podes? “  Pedidos de Domme, quase uma ordem.. me arrumo, com alguma pressa, já me preparando para alguma deliciosa sessão bdsm (e lá vai a ajudante da Capri, a switcher mais baunilha do mundo rs – Monique).
Chego um pouco antes do casal, estaciono em frente ao motel e espero o sinal para entrar.. os sigo, estaciono na vaga dupla do apartamento.. estranho, não vejo a maletinha de maldades de Domme.. ela me apresenta o amigo. Um fã da ‘cultuada Monique’ – palavras dele. Um dia depois do aniversário, o menino resolve comemorar mas não me avisa com a devida antecedência, acaba por não conseguir contato – e não se aperta: como esperto seguidor de alguns dos melhores blogs eróticos da cidade, rapidamente se dá conta que, à época, o caminho mais curto para me achar é Domme..
Findas as apresentações, cdzinho que levei a tocar, partimos para uma deliciosa sessão de.. puro sexo, o mais puro e intenso sexo baunilha. Nada de velas, algemas, cordas, vendas … o imobilizamos, mas com o atrevimento de nossas carícias.. nenhum castigo foi imposto a ele, a não ser o de nos satisfazer, tão plenamente quanto possível, dentro daquele período.
O largamos revigorado, depois ainda de uma relaxante massagem. Ele é fã, acompanha o blog, ele merece…

Merece também o videozinho que prometi postar.. nada como boa música, para eternizar na memória nossos bons momentos …

O dom de iludir – Relato de encontro

Uma coisa q sempre me intrigou em GPs foi a falta de disposição. Sempre me incomodou o ato mecânico, cheio de faz de conta. UM SACO (ainda q se possa enteder o porquê, lógico)!
Aliás, devo ter sido o único TD neutro da xxx . Bonitinha, mas de uma fazeção sem tamanho… Com Bella, pelo conhecimento da causa, rolou diferente e na medida: intensidade e tesão. Pouca coisa mais é necessário para que uma transa seja boa: pra mim, de nada adianta muita juventude, muita “lolitice”, peitinho pra cima, bundinha arrebitada. Tem que ter punch. Se não tiver pegada, não tem graça!!!
Sendo objetivo, já q lugar de ‘literatura’ é outro, da bundinha não preciso falar: nas fotos se vê tudo! Lisinha e depilada, uma delicia. E melhor: gosta bastante! Atola profundamente, no máximo revirando os olhinhos, ao que parece de prazer! A boca, tbém se vê nas fotos: e, melhor, atacando o ‘rapaz’, é praticamente incontável! Punch e pegada! Tempo e disposição! Ok, os peitinhos não são de uma lolita há pouco púbere e recém ingressa na feevale ou na ulbra, mas troco todas as ninfetas durinhas e tdos os silicones mal colocados por uma transa que pareça de verdade. Disse “pareça de verdade” porque sempre só “parece de verdade”. Já diria um certo compositor baiano que o importante é o dom de iludir! Se me iludirem sempre assim, pago feliz e durmo tranquilo!!!
ps.: está na academia, puxando ferro… se cuidar é tudo.

 

Relato por Zosso, postado originalmente em GpGuia.net

Relato – Gaucho Tri – RS

Ela chegou primeiro , isso foi inédio em se tratando de GP , pegou um quarto e ficou me esperando muito produzida , cheirosa , passa um óleo que não me lembro o nome, ou seja havia pedido uma roupa pois é uma fantasia minha e ela estava muito produzida.
Não tenho muito a falar além do que já foi dito , mas se alguém procura uma companhia agradável que além da companhia goste mas goste mesmo de SEXO . Faz porque gosta e gosta do que faz……………

Muito sexo gostoso, oral maravilhoso , bebeu tudinho, adorei anal , ótimo , peguei de quatro muito gostoso.

Resumindo uma ótima “foda” sem stress e muito sexo.

não atendeu telefone, nem sei se levou ,
não controlou tempo
beija , chupa , engole , dá a bundinha ou seja uma verdadeira PUTA , que pra mim é o que importa.

 

Tacones Lejanos

Sempre tive interesse em conhecer mulheres, não meninas, e lendo o que foi aqui postado, dei uma olhadinha no site… a princípio me pareceu fake, não pelas fotos mas pela cultura da Bella. Sempre tive interesse em algo mais do que o corpo. A idéia do ppp pra mim é extremamente broxante.
Adicionei seu msn, e qual não foi a minha surpresa quando aquilo que o site apresentava era pura verdade. Iniciamos uma conversa bastante amistosa, mas também com propostas, falamos de filmes, músicas, etc, quando não mais resisti, em plena segunda feira a tarde, pedi que viesse até onde moro. Acertados os valores, fiquei aguardando, e com medo que aquilo fosse ilusão.
Com algum atraso ela chegou, mas também não poderia esperar grande pontualidade quando tudo foi tratado as pressas e quando ela teria que dirigir por toda Free Way e um pedaço da Estrada do Mar. No carro, música do The Who, que eu logo pensei que fosse cd de algum irmão dela, o que vim a saber depois que não, que é seu gosto musical mesmo.
Mas vamos ao que interessa. Como disse, é uma mulher – não esperem uma menina. A aparência já foi falada aqui, e muito me agrada, nada plastificado, tudo devidamente perfeito, pelo menos pra mim, deve medir algo em torno de 1,60 m, mas calçando seus sapatos pretos, no melhor estilo de Tacones Lejanos de Almodóvar, cabelos curtos, seios médios e uma bunda perfeita. Leves marquinhas de sol na pele morena. Destaque para a boca carnuda e macia como um pêssego. Com seu vestido jeans, com fecho na frente, que facilmente pode ser despido iniciando-se o jogo do prazer.
Beija delicadamente, com calma, como acredito que deve ser, ainda mais quando as coisas começam. Mostra seu corpo sem medo, pede licença, vai ao banho, retorna, e assim começa minha tarde quase noite de prazer. Um oral perfeito, alternando pequenas lambidas com chupadas com maior sofreguidão. Retribuo, e aqui vai um elogio, completamente depilada, como gosto, sem nenhum cheiro, ou seja, pronta para ser degustada.
Não mais agüentando peço que venha me satisfazer, coloca a camisinha, e cavalga no ritmo certo, lembrem o que disse, é uma mulher e sabe não só satisfazer o parceiro mas também a si própria o que é muito importante. O gozo vem tranquilamente.
Pausa para meu cigarro, conversa baixinho, mas de ótimo nível. O prazer reascende, e tenho agora a honra de desfrutar do anal. Tranqüilo, calmo, sem dor, eu acho, sem traumas, tudo consentido e com prazer. Mas não me dou por contente e volto a penetrar mais uma vez sua bucetinha gozando outra vez.
Mas como tudo que é bom dura pouco, ela se foi, retornando pra Poa, com promessas de vê-la novamente o que ainda não pude cumprir. Mas isso logo vou ter que dar jeito de fazer.
- Por: weiller.jr – Postado originalmente em GpGuia.net

 

Contact Us